RN registra aumento de 106% nas internações por Covid em 11 dias

RN registra aumento de 106% nas internações por Covid em 11 dias — Foto: Divulgação

Dados foram retirados dos boletins epidemiológicos da Sesap. Coordenador do LAIS/UFRN diz que a situação ainda não é crítica no estado.

As internações por Covid nos leitos clínicos e críticos nas redes pública e privada de saúde do Rio Grande do Norte tiveram aumento de 106% em 11 dias. No dia 3 de junho o estado tinha 44 pacientes internados por causa da doença, em 13 de junho esse número saltou para 91. O levantamento considerou dados publicados nos boletins epidemiológicos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Em relação exclusivamente aos leitos críticos - nas redes pública e privada -, o aumento é de 117% no mesmo período - subiu de 23 para 50.

Segundo o boletim da última segunda-feira (13), foram 270 novos casos confirmados de Covid nas últimas 24 horas no estado. Ao longo da pandemia, são 511.701 casos confirmados e 8.220 vítimas da doença, além de outros 1.366 óbitos em investigação.

Nesta terça-feira (14), em entrevista ao Bom Dia RN, o professor Ricardo Valentim, coordenador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), destacou que, apesar do aumento no número de casos diários, a situação ainda não é crítica no estado. Ele explica que é um quantitativo bem inferior ao início do ano, com a variante Ômicron, e no ano passado, com a Delta.

"Para dizer que não é crítico, a gente observa pelo número de pacientes internados. Hoje temos 15. Quando a Ômicron chegou, tivemos 120 pacientes internados e antes, com a Gama, tivemos mais de 400 pacientes. Estamos muito longe do cenário visto em janeiro e mais longe ainda do que vimos na Gama (no início de 2021)", contou.

Para Valentim, o aumento de casos de Covid registrado nos últimos dias ocorre, principalmente, na população que mais tem alguma dose da vacina em atraso. A maior incidência do vírus atualmente é na faixa de idade entre 18 e 50 anos - a que mais possui doses atrasadas.

O LAIS monitora os números da Covid-19 desde o início da pandemia e projeta redução do número de casos em até 30 dias, "o que deverá reduzir ainda mais a questão de pacientes internados", reforçou Valentim.

Postar um comentário

0 Comentários