Mulher chora ao vivo, na luta para ter o que comer, repórter vai às lágrimas

Domingo a gente não tinha nada para comer’, disse Janete Evaristo.

Nesta terça-feira, 21, uma moradora chorou ao vivo ao relatar, a dificuldade de ter o que comer e alimentar a família. A repórter que fazia a entrevista foi ás lágrimas durante a matéria.

Morador da zona Norte do Rio de Janeiro, Janete Evaristo, de 57 anos, estava na fila para o programa Prato Feito Carioca do Andaraí. O programa é da Prefeitura do Rio de Janeiro, que distribui refeições para quem não tem o que comer. Dona Janete está desempregada e tem netos para alimentar. Sua filha morreu há dois anos, e o marido, há seis meses.

Em virtude da exaustão por estar com fome e outras emoções, Janete, lembrou dos familiares que já não estão mais presentes, e logo, se emocionou. No momento da emoção, a repórter da entrevista, Lívia Torres interrompeu a entrevista, mas dona Janete decidiu continuar seu relato sobre a dificuldade de ter o que comer.

“Domingo a gente não tinha nada para comer. Eu estou desempregada, está muito difícil. Eu estou catando latinha, mas não dá. Eu não tenho ajuda de muita gente, então domingo a gente não tinha mesmo nada. Está muito difícil”, disse, Janete Evaristo, aos prantos. A repórter também foi às lágrimas.

Tocador de vídeo
00:00
01:15

As informações são do G1

Postar um comentário

0 Comentários