Sete dias após ir de agredido a investigado por sexo com mulher de personal trainer, morador de rua vai para abrigo

Marido afirma que sem-teto se aproveitou de confusão mental de sua esposa, homem diz que houve consenso
Após sete dias no Hospital Regional de Planaltina (HRP), o morador de rua de 48 anos, espancado na semana passada após ter sido flagrado mantendo relações sexuais com a esposa de um personal trainer , foi acolhido nesta quinta-feira (17) pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal e recebido num abrigo em Planaltina (DF). Ele já havia recebido alta, mas, com a repercussão do caso, temia voltar às ruas.

Comentários

Postagens mais visitadas