Polícia investiga morte de Bella-Rae Birch, de 17 meses, St. Helens na Inglaterra e apura se animal é de uma raça ilegal.

Uma menina de 17 meses morreu após ser atacada por um cachorro em sua casa na Inglaterra. Bella-Rae Birch morreu no hospital após o ataque ocorrido na cidade de St. Helens, no noroeste do país, na última segunda-feira (21/3), disse a polícia.

A família dela agradeceu à comunidade por seu apoio. Todos ficaram “absolutamente devastados” com o ocorrido, disseram policiais ligados ao caso.

A família havia comprado o cachorro – que foi morto pela polícia – uma semana antes, e testes serão realizados para ver se ele era de uma raça considerada ilegal no país. A polícia disse que também tentará identificar seus proprietários anteriores como parte da investigação.

O superintendente Steve Brizell disse que a morte da criança “deixou uma família e uma comunidade de luto e em completo choque”.

“Bella-Rae perdeu a vida em circunstâncias inimaginavelmente terríveis”, disse ele. “No momento, entendemos que o cachorro da família que eles compraram apenas uma semana antes atacou Bella-Rae dentro da casa da família.”

“Bella-Rae foi levada de ambulância para o hospital por paramédicos, mas apesar dos melhores esforços dos policiais, paramédicos e médicos, infelizmente, Bella-Rae morreu por causa de seus ferimentos.”

Uma vizinha, que se identificou como Jordan, disse que os pais da criança ficaram “histéricos” quando tudo aconteceu.

“Nós ouvimos gritos. Eu corri para tentar ajudar e comecei a reanimação cardiopulmonar até que os paramédicos assumiram”, disse ela. “Eu não vi o cachorro, estava apenas focada em ajudar a bebê.”

Joanne Matthews disse que viu uma ambulância do lado de fora da casa e, então, cerca de dez viaturas policiais chegaram.

“Eu os vi trazendo o cachorro para fora. Eu não sei dizer de que raça era, mas na parte de trás parecia um Staffordshire bull terrier ou um pit bull”, disse ela.

Matthews, de 53 anos, disse que a criança era “uma linda garotinha”. “Eu via a família de passagem, e eles sempre foram muito agradáveis”, disse ela.

Outra vizinha, que não quis ser identificada, disse que chegou em casa quando a área estava ocupada pela polícia.

“A mãe estava na frente da casa chorando”, disse ela. “Geralmente é muito tranquilo aqui e seguro para as crianças, mas quando você ouve algo assim, é muito angustiante.”

Homenagens foram deixadas fora diante da casa da família
Homenagens foram deixadas fora diante da casa da família

Foto: PA Media / BBC News Brasil

A polícia está realizando investigações de casa em casa e analisando imagens de câmeras de segurança. Qualquer pessoa que tenha testemunhado algo na área ou que tenha informações sobre o cachorro foi solicitada a entrar em contato com a polícia.

Em um comunicado, a família de Bella-Rae disse que gostaria de “agradecer à comunidade por seu apoio”.”Nós pedimos que agora tenhamos algum espaço e tempo para tentar nos conformar com a trágica perda de nossa amada Bella-Rae”, acrescentaram.

Brizell disse que a polícia está dando apoio à família e que oficiais permanecerão na área nos próximos dias para fornecer “mais segurança e apoio” à comunidade em geral.

Comentários

Postagens mais visitadas