Marido diz que matou a mulher por opção: “para não ser covarde”

Em depoimento à polícia, suspeito nega as ocorrências anteriores e diz que “nunca havia encostado, para não ser covarde, optou por matar”

Eloisa Rodrigues de Oliveira, a 12ª vítima de feminicídio em Mato Grosso do Sul em 2022, havia registrado cinco boletins de ocorrência contra o marido antes de ser morta por ele, aponta investigação policial. No entanto, suspeito não respeitava medidas protetivas.

A mulher de 36 anos morreu na quinta-feira (17), após ser esfaqueada com pelo menos quatro golpes na barriga por Fabiano Querino dos Santos, 35 anos. O suspeito do crime chegou a fugir de Campo Grande, onde o crime ocorreu, mas foi encontrado e preso em Ribas do Rio Pardo (MS).

“Desses cinco boletins de ocorrências anteriores, quatro estavam finalizados. Ele mencionou que nega as ocorrências anteriores, afirma apenas ocorrências verbais e que apenas matou. Ele disse que se limitou apenas a matá-la”, afirma a delegada Elaine Benicasa.

Ainda conforme a delegada, ele confirma as facadas contra a vítima e que “optou por não bater, mas por matar, que nunca havia encostado, para não ser covarde, optou por matar”. A polícia informou que Fabiano afirmou ter matado Eloisa na frente de dois filhos da vítima, um de 6 e outro de 9 anos.

O caso

Eloisa deixou seis filhos ao morrer, na tarde de quinta-feira (17), na Santa Casa de Campo Grande, após ser esfaqueada pelo ex-marido na noite de quarta-feira (16), no Bairro Parque do Lageado.

A Santa Casa confirmou o óbito e disse que a vítima chegou com perfurações na região abdominal, além do lábio inferior. Eloisa passou por cirurgia de urgência, devido a gravidade dos ferimentos. Por volta das 12h15 de quinta-feira (17), a paciente sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

De acordo com o boletim de ocorrência, quando os policiais chegaram ao local do crime, a vítima estava sentada em banco na frente de sua casa ao lado de uma vizinha que segurava um pano para estancar os ferimentos de perfurações. A vítima foi esfaqueada pelo menos quatro vezes na região do abdômen pelo companheiro que fugiu em seguida.

Comentários

Postagens mais visitadas