Como vai ficar o preço do combustível após as mudanças do ICMS


A nova lei do ICMS visa favorecer os consumidores, e é uma lei que reduz o ICMS. Apesar disso, ela pode queda na arrecadação dos estados. A Câmara dos Deputados aprovou na última quinta-feira (10) o Projeto de Lei 11/2020 e que determina a incidência de uma alíquota simplificada para o Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

O ponto que foi mais abordado pelo PL é de buscar zerar as alíquotas do PIS/Cofins e que vale para a importação de biodiesel, óleo/diesel e o gás liquefeito de petróleo (gás de cozinha). A decisão pode ser benéfica aos consumidores e trazer uma economia a mais na hora de ir abastecer o tanque no posto, impactando em uma menor arrecadação dos estados, através de mudanças no ICMS.

Invasão russa contribui para o aumento de preços no mundo

Com a invasão russa à Ucrânia, vimos uma consequente alta no preço do petróleo em todo o mundo e isso acabou forçando a Petrobras a realizar um novo reajuste nos valores cobrados.

O preço da gasolina já subiu 18,8% desde então e o diesel acumula uma alta de 16,1%, refletindo diretamente no preço final do gás de cozinha que deve passar dos R$ 105 já neste mês.

De acordo com a opinião de especialistas, com a recente queda do preço do barril de petróleo brent para US$ 98, existe uma possibilidade de redução do preço dos combustíveis. O pior parece que já passou, quando a cotação da commodity havia atingido os US$ 119 na última semana.

Comentários

Postagens mais visitadas