De olho em dinheiro, mulher é presa suspeita de planejar com o namorado a morte do próprio avô

 neta avo

Jovem de 19 anos teria planejado crime com o namorado após descobrir que avô tinha R$ 30 mil em economias.

ma mulher de 19 anos identificada como Thaissa foi presa nesta terça-feira (25) suspeita de ter planejado a morte do avô dela após descobrir que ele guardava R$ 30 mil em economias. A vítima morreu na tarde de sábado (22), no bairro Coroado, zona Leste de Manaus.  Junto dela, o namorado identificado como Alexandre Borges, que segundo a polícia também teria participado do planejamento da morte, também foi preso. As informações são do site Manaus Alerta.

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, a neta descobriu, enquanto limpava a casa, que o avô guardava cerca de R$30 mil de economias.  O casal contratou dois indivíduos para cometer o crime, uma vez que Alexandre já era conhecido pela família. Ele passou todas as informações para os criminosos, inclusive ensinou como abrir o portão que tinha um problema e só pessoas próximas sabiam como fazer.

O crime

No momento do crime, os dois bandidos mandados pelo casal chegaram ao local com roupa de frentista e estavam tentando abrir o portão quando o sargento tentou impedir e acabou sendo baleado. Ele chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Após matarem Evandro, os criminosos entraram na casa e fizeram de refém dois outros familiares que estavam no local. Eles pegaram o dinheiro e fugiram logo em seguida, mas foram flagrados pela câmera de segurança do local e estão sendo procurados. Thaissa e Alexandre estão presos e devem responder pelos crimes de Latrocínio Consumado e Associação criminosa.

Histórico

Dias antes do ocorrido, a neta forjou uma briga com o avô para não estar no local na hora do crime. Thaissa não tinha um bom histórico. Ela já havia sido perdoada pelos familiares após ter roubado cerca de R$ 7 mil da avó paterna.

Ainda de acordo com o delegado, quando a jovem foi presa e confessou o crime, chegou a ser questionada o motivo de não ter ido ao velório do avô e ela afirmou que tinha medo e não demonstrou nenhum tipo de remorso e arrependimento pela morte.

 

Postar um comentário

0 Comentários