Chuvas voltam a preocupar Natal com alagamentos

 

As chuvas que caíram em Natal entre a sexta-feira (28) e o ontem (29) voltaram a trazer preocupação aos moradores de Natal nas áreas de alagamento. Durante este mês de janeiro, as precipitações chegam a 51.1 milímetros na capital potiguar. Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado (Emparn) choveu ainda em outros 99 municípios, especialmente no interior.

Em Natal, durante o pico da chuva na madrugada de ontem, a Defesa Civil Municipal recebeu diversos chamados na capital. A Lagoa de Captação do Conjunto Jardim Progresso chegou a transbordar, alagando ruas próximas. Pela manhã, já havia baixado o nível. "Transbordou durante o pico da chuva. Recebemos chamados sim, de moradores em algumas ruas com casas alagadas, mas nenhuma ocorrência muito grave", explicou a chefe de Operações da Defesa Civil, Fernanda Jucá.

Até 9h deste sábado, o órgão tinha atendido 10 ocorrência relacionadas a alagamentos. A essa altura, a chuva já havia dado uma trégua, amenizando os transtornos. "Os atendimentos começaram as 3h20 e ainda temos equipes nas ruas atendendo o restante dos chamados. Uma família precisou ser levada para casa de parentes", disse a chefe de operações.

Na zona Norte de Natal, a indignação dos moradores da Rua Tenente Souza, no bairro Pajuçara, já se tornou rotineira com a lagoa de lama que se forma na via deixando dezenas de residências ilhadas. Os moradores já construiram calçadas de contenção ou improvisam outras formas de evitar que água entre nas suas casas, mas nem sempre essas medidas funcionam.

"A justiça já mandou a Prefeitura fazer serviço para resolver esse problema e até hoje nada resolveu. Essa lagoa nem baixa mais, já é permanente e quando chove entra para as casas e deixa a rua intransitável", contou o morador Ricardo Bernardo que mora por já há 23 anos e diz que o problema tem mais de dez anos.

A infestação de sapos, mosquitos e outros insetos é inevitável diante da situação, além do risco de doenças. "Tem umas cinco casas aqui que os moradores deixaram por causa desse problema. Um carro pipa até vinha e secava, mas agora nem isso temos mais. Quando enche, chega às outras ruas também", disse o morador.

A previsão do tempo de Natal para o final de semana é de mais chuva. O INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) publicou aviso de chuvas intensas para a manhã de ontem, com baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco. A Defesa Civil de Natal informou que monitora a situação e verifica potenciais pontos de alagamento e transtornos para a população, mas na manhã de ontem, a capital teve tempo nublado sem fortes chuvas.

Para todo o fim de semana, a expectativa era de sol e aumento de nuvens pela manhã. Na parte da tarde e da noite as pancadas de chuva devem prevalecer. As informações são do site meteorológico Clima Tempo.

De acordo com o site, a previsão é parecida na segunda maior cidade do Estado, Mossoró, com chances de 90% de chuvas no fim de semana. Na principal cidade do Seridó, Caicó, o prognóstico é de altas temperaturas, a máxima de 34º C e mínima de 25ºC. Além de chuvas de tarde e de noite.

No Alto Oeste potiguar, mais precisamente em Pau dos Ferros, a previsão é de um ambiente de calor. Com alta de 36º e a menor temperatura de 23º. Em Assú, no Vale do Açu, terá sol e aumento de nuvens de manhã e chuvas na tarde e da noite.


 

Postar um comentário

0 Comentários