Anatel retirou de circulação 3,3 milhões de produtos piratas em 2021


Ao longo de 2021, o Plano de Ação de Combate à Pirataria (PACP) da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) retirou do mercado mais de 3,3 milhões de equipamentos irregulares.

O montante referente aos itens de telecom sem homologação apreendidos nesse período foi avaliado em cerca de R$ 394,1 milhões pela agência.

A Anatel tem investido cada vez mais em operações antipirataria. Em 2020, mais de 1 milhão de produtos foram confiscados e somente no primeiro trimestre de 2021 foram 600 mil embargos.

Segundo a agência, aparelhos não homologados trazem riscos à segurança do usuário. Testes realizados com TV boxes piratas encontraram a presença de malwares.

De acordo com relatório da Anatel, a maior parte dos produtos apreendidos em 2021 se enquadram na categoria de radiação restrita. Tratam-se de aparelhos como fones de ouvido, caixas de som, relógios inteligentes, teclado e mouse sem fio. Eles somaram mais de 1 milhão de itens embargados.

Os carregadores ficam em segundo lugar na lista de itens mais confiscados com mais de 951 mil unidades retiradas de circulação. Para completar o pódio, temos as smart TV boxes com um total de 805 mil apreensões.


Na sequência temos itens como equipamentos ópticos (231 mil), decodificador de TV por assinatura (168 mil), cabo óptico (35 mil), baterias (32 mil), reforçador de sinal (15 mil), equipamento de rede de dados (7 mil), antenas (5 mil) e cabo metálico (2 mil).

Outro número que chama atenção é o de celulares irregulares: somente 282 unidades. Segundo a Anatel, do total de produtos retirados de circulação, 2,9 milhões estavam em portos, aeroportos, centros de distribuição dos Correios e couriers.

Desde a criação do PACP, em 2018, a Anatel apreendeu, lacrou ou reteve 4,2 milhões de produtos de telecomunicações irregulares. O montante referente a essa quantidade de itens tem um valor estimado de R$ 475,8 milhões.

Qual a sua opinião sobre a utilização de produtos pirateados? Conte nos comentários!

Postar um comentário

0 Comentários