Declarações de Bolsonaro sobre redução do preço de combustíveis são nulas e consumidor final não deve se animar, alerta sindicato na Paraíba



Já perto do fim, 2021 foi marcado por sucessivas altas nos preços dos combustíveis. Entre janeiro e outubro deste ano, o etanol e a gasolina apresentaram variações de, respectivamente, 51,25% e 38,29%, segundo cálculos do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Neste domingo (5), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a Petrobras vai anunciar uma série de “pequenas reduções” no preço dos combustíveis a partir desta semana, sem dar detalhes sobre quanto será o percentual de diminuição.

Procurada pelo ClickPB, a assessoria do Sindicato dos Revendedores de Petróleo da Paraíba (Sindipetro-PB), no entanto, arrefeceu quaisquer ânimos que poderiam surgir ao consumidor final paraibano a partir da notícia.

Entre janeiro e outubro deste ano, o etanol e a gasolina apresentaram variações de, respectivamente, 51,25% e 38,29%, segundo cálculos do IPCA. (Foto: Walla Santos)

Comentários

Postagens mais visitadas