Header Ads Widget


 

Auxílio emergencial de R$600 e R$375: VEJA se o seu CPF foi utilizado para receber


Uma grande maioria da população ainda não tem a ciência, mas com o aumento dos episódios de vazamento de dados pessoais em todo o país, é bem possível a utilização de seu CPF por outras pessoas. Essa informação pode, inclusive, servir para a obtenção de Auxílio Emergencial de maneira indevida.

Isso significa, na prática, um terceiro realizaria a solicitação do benefício sem que o dono do CPF soubesse. E isso ocorreu muito com o a auxílio emergencial.

Para conferir, portanto, as plataformas oficiais do Governo Federal já disponibilizam consultas. Desse modo, é possível conferir se o nome do cidadão está em movimentações e solicitações de programas sociais.

Esta medida se mostra importante principalmente num momento em que muitos recebem a convocação para devolução do valor. Assim, aquele que “recebeu o benefício” em seu nome sem ter qualquer conhecimento poderá denunciar a fraude.

Para saber se seu CPF foi utilizado irregularmente para o recebimento do Auxílio Emergencial será necessário que o interessado efetue uma consulta no site da Dataprev. Isto é, disponível no seguinte endereço https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta/#/. 

Então, na página será necessário que o cidadão efetue o preenchimento de alguns dados, como número do CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.  

Caso o seu CPF tenha, de fato, sido utilizado no processo de requerimento das parcelas do Auxílio Emergencial, a página deverá mostrar que o benefício está em processamento ou se teve aprovação, requerimento retido ou dados inconclusivos. Isso significa, portanto, que em todas estas opções o pedido de participação no programa assistencial ocorreu. 

Logo, se o portal eletrônico indica que o processo está em andamento, mas não foi o dono do CPF que solicitou, a instrução dos órgãos organizadores do benefício é de que se faça uma denúncia. Assim, a reclamação pode ser feita diretamente ao Ministério da Cidadania através do telefone 121 ou 0800-707-2003. 

Além disso, o processo de denúncia também poderá ocorrer em qualquer agência física da Caixa Econômica Federal.

Recebimento de código via SMS

Outro ponto que é classificado como um indicador de fraude são os casos em que o cidadão recebe em seu aparelho celular o código de solicitação do benefício. O código normalmente é enviado ao beneficiário quando o cadastro para a entrada no Auxílio Emergencial ocorre.

No entanto, a Caixa alerta que a mensagem também pode funcionar como uma isca na aplicação de algum tipo de fraude. “O recebimento de código não solicitado é um método de ataque comum para levar o usuário a clicar ou ligar para os agentes fraudulentos”, informou a instituição.

Dessa forma, não é indicado que o cidadão clique em qualquer link na mensagem, mas procure se informar nos canais oficiais da Caixa.

Postar um comentário

0 Comentários