Header Ads Widget


 

Jair Bolsonaro na mídia mundial: jornais de outros países noticiam que presidente do Brasil é investigado em inquérito das fake news


O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo, inclui Jair Bolsonaro em inquérito das fake news por ataques às urnas eletrônicas. Apuração levará em conta acusações sem provas do presidente às urnas e ao sistema eleitoral brasileiro.



Moraes inclui Bolsonaro em inquérito das fake news por ataques às urnas eletrônicas

Jornais de outros países publicaram a notícia de que o presidente Jair Bolsonaro passou a ser investigado no inquérito que apura a divulgação de informações falsas.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou na quarta-feira (4) a inclusão do presidente Jair Bolsonaro na investigação.

A decisão de Moraes é uma resposta a um pedido dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Le Monde, da França

Reprodução do jornal 'Le Monde', que publicou notícia sobre a inclusão de Jair Bolsonaro entre os investigados no inquérito das notícias falsas — Foto: Reprodução/Le Monde
Reprodução do jornal 'Le Monde', que publicou notícia sobre a inclusão de Jair Bolsonaro entre os investigados no inquérito das notícias falsas — Foto: Reprodução/Le Monde

O jornal francês “Le Monde” afirma que o ministro Alexandre de Moraes acatou um pedido do Tribunal Superior Eleitoral, e que “investigação deverá incidir, em particular, sobre uma transmissão ao vivo de mais de duas horas no Facebook durante a qual o presidente Bolsonaro relatou fraude no sistema de urnas eletrônicas em vigor desde 1996, sem fornecer qualquer prova”.

Clarín, da Argentina

Trecho da reportagem do 'Clarín' sobre a investigação de Jair Bolsonaro — Foto: Reprodução/Clarín
Trecho da reportagem do 'Clarín' sobre a investigação de Jair Bolsonaro — Foto: Reprodução/Clarín

O “Clarín”, um dos jornais de maior tiragem da Argentina, afirmou que a Justiça “apertou o cerco” contra Bolsonaro e que o incluiu em uma investigação sobre grupos digitais antidemocráticos “que semeiam desconfiança nas instituições pela internet”.

El País, da Espanha

Imagem da página do 'El País' da Espanha sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de investigar Jair Bolsonaro — Foto: Reprodução/El País
Imagem da página do 'El País' da Espanha sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de investigar Jair Bolsonaro — Foto: Reprodução/El País

O “El País” citou resposta do presidente. De acordo com o jornal espanhol, Bolsonaro afirmou que a ação não está nas “quatro linhas da Constituição”, e que por isso, o “antídoto” também não estaria.

The Guardian, da Inglaterra

'The Guardian', da Inglaterra, publicou texto sobre a investigação determinada pelo Supremo Tribunal Federal — Foto: Reprodução/The Guardian
'The Guardian', da Inglaterra, publicou texto sobre a investigação determinada pelo Supremo Tribunal Federal — Foto: Reprodução/The Guardian

O “Guardian”, da Inglaterra, afirmou que a campanha de Bolsonaro é “no estilo de Donald Trump”, e que nas últimas semanas o presidente brasileiro reforçou sua “longa cruzada contra o sistema eletrônico de votação, aparentemente para energizar seus apoiadores em um momento em que sua taxa de aprovação cai por causa da forma como ele gerenciou a pandemia de Covid-19 que matou quase 560 mil brasileiros”.

CNN, dos Estado Unidos

A rede CNN afirmou que a decisão do ministro Alexandre de Moraes é a consequência de Bolsonaro não ter apresentado, nas segunda-feira, nenhuma prova de suas declarações, quando venceu o prazo para ele provar o que diz.

Postar um comentário

0 Comentários