Operação do MP investiga falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro e outros crimes em Parnamirim


Operação Dízimo foi deflagrada nesta sexta-feira (18) para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão.

O Ministério Público Eleitoral deflagrou nesta sexta-feira (18) uma operação que visa investigar supostos crimes de falsidade ideológica eleitoral, lavagem de dinheiro, peculato e associação criminosa em Parnamirim, na região metropolitana de Natal.

A Operação Dízimo cumpre mandados de prisão temporária e outros de busca e apreensão no município. Dois vereadores de Parnamirim foram presos.

Em nota, a Câmara Municipal de Parnamirim informou que "acompanha com atenção a operação realizada na data de hoje (18), pelo Ministério Público Eleitoral, sobre fatos relacionados às Eleições 2020 na cidade de Parnamirim, colocando-se desde já à disposição para auxiliar no esclarecimento de todos os fatos".

A ação conta com a participação de 15 promotores de Justiça, 17 servidores do MP e 68 policiais militares.

Comentários

Postagens mais visitadas