Header Ads Widget


 

Calendário da 4ª parcela do Auxílio Emergencial: veja as datas


Quarta parcela do Auxílio Emergencial será paga no mês de julho e não deve ser a última. Prorrogação do benefício já foi confirmada pelo governo.

A Caixa Econômica Federal vai creditar em julho a 4ª parcela do Auxílio Emergencial. O calendário do Ciclo 4 foi divulgado ainda em abril em conjunto com as datas das demais parcelas, mas assim como os pagamentos anteriores foram antecipados, o banco já estuda adiantar também o pagamento da 4ª parcela para o público geral.

A quarta parcela era até pouco tempo considerada a última do Auxílio Emergencial a ser paga pelo governo em 2021. Porém, na última semana o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que uma prorrogação do benefício até setembro ou outubro já está nos planos do governo. Segundo ele, a intenção é estender o pagamento por mais duas ou três parcelas para coincidir com o calendário de vacinação dos estados brasileiros.

Assim, no mês de julho o grupo formado por trabalhadores informais, desempregados, MEIs e inscritos no CadÚnico vai receber a 4ª parcela do auxílio emergencial conforme o calendário já divulgado pelo Ministério da Cidadania (23 de julho a 22 de agosto). Já os beneficiários do programa Bolsa Família terão o dinheiro creditado em conta entre os dias 19 e 30/07.

Para a nova rodada de pagamentos do Auxílio Emergencial 2021, o governo federal decidiu não abrir prazo para novos cadastros, de forma que o benefício será pago somente para quem recebeu alguma parcela do Auxílio original ou extensão em dezembro de 2020. A Dataprev utilizou 24 bases de dados para checar quem tem direito às novas parcelas e se os cadastros se enquadram nas novas regras do Auxílio 2021. A consulta de quem foi aprovado para receber está disponível no portal da Dataprev - consultaauxilio.dataprev.gov.br.

Dataprev revisa cadastros aprovados

A Dataprev juntamente com o Ministério da Cidadania continua checando mensalmente todos os cadastros aprovados antes de realizar um novo pagamento, para garantir que o dinheiro não seja recebido por quem não se encaixa nas regras previstas em lei.

Assim, Receita Federal, Polícia Federal e Controladoria-Geral da União farão a verificação dos dados e de possíveis fraudes. Segundo o Ministério da Cidadania, alguns fatores impedem que o beneficiário continue recebendo o Auxílio Emergencial, são eles:

  • ter adquirido vínculo de emprego formal;
  • estar recebendo recursos financeiros provenientes de benefício previdenciário, assistencial, trabalhista ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o Abono-Salarial PIS/PASEP e os benefícios do Bolsa Família;
  • ter indicativo de óbito no Sistema Nacional de Informações de Registro Civil - SIRC ou no Sistema de Controle de Óbitos - Sisobi ou ter o CPF vinculado, como instituidor, à concessão de pensão por morte de qualquer natureza; ou
  • estar preso em regime fechado ou ter o CPF vinculado, como instituidor, à concessão de auxílio-reclusão.

Quem teve o auxílio negado ou cancelado no mês de junho, mas atende aos requisitos de enquadramento no benefício poderá fazer a contestação da negativa e pedir nova avaliação até o dia 22/06, informou o Ministério da Cidadania.

4ª parcela será paga em julho

O pagamento da 4ª parcela em conta poupança digital está previsto para ocorrer a partir de 23 de julho para inscritos no Cadastro Único, trabalhadores informais, MEIs e desempregados. Contudo, os beneficiários podem começar a receber o dinheiro alguns dias antes caso o governo resolva antecipar o calendário da 4ª parcela, assim como ocorreu nas parcelas 1, 2 e 3. Sobre esse assunto, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães afirmou que a antecipação do Ciclo 4 já é considerada uma opção.

"É muito claro que vamos acabar antecipando o quarto ciclo também, naturalmente, mas vamos fazer isso daqui a algumas semanas. Mantendo a mesma otimização que nós tivemos... Nós temos uma questão muito importante de acelerar o pagamento e manter a minimização de filas e aglomerações. Podemos, sem dúvida nenhuma, neste quarto ciclo, ter também uma antecipação", disse Guimarães em live.

Como nos demais ciclos, o grupo terá duas datas distintas para movimentar o dinheiro: a primeira pelo aplicativo Caixa Tem e a segunda para saque em espécie e transferência. O calendário de saque de todas as parcelas do Auxílio 2021 pode ser conferido aqui.

Calendário 4ª parcela - Auxílio Emergencial 2021
Mês de nascimentoData do crédito em contaData para saque em dinheiro
Janeiro23 de julho13 de agosto
Fevereiro25 de julho17 de agosto
Março28 de julho19 de agosto
Abril01 de agosto23 de agosto
Maio03 de agosto25 de agosto
Junho05 de agosto27 de agosto
Julho08 de agosto30 de agosto
Agosto11 de agosto01 de setembro
Setembro15 de agosto03 de setembro
Outubro18 de agosto06 de setembro
Novembro20 de agosto08 de setembro
Dezembro22 de agosto10 de setembro


Apesar de o governo ter elaborado um calendário específico para saques, é possível ter acesso aos valores do auxílio emergencial de forma antecipada. Nos pagamentos anteriores os beneficiários descobriram como transferir e até mesmo sacar as parcelas antes da data. A técnica já foi realizada no ano passado e é uma forma simples de ter acesso ao dinheiro, basta ter uma conta em banco digital.

Transferir Auxílio Emergencial do Caixa Tem

Com o dinheiro no Caixa Tem o beneficiário poderá pagar boletos e contas, fazer compras com cartão de crédito virtual e pagar compras feitas no comércio utilizando o aplicativo na maquininha. Já o saque e transferência do valor só estará disponível após mais de 20 dias da data do depósito.

Utilizando a conta em banco digital o usuário pode fazer um depósito por boleto, que consiste em gerar um boleto pelo aplicativo do banco digital que poderá ser pago pela Poupança Social Digital no aplicativo Caixa Tem. Diversos bancos digitais como Nubank, Banco Inter, Original, BS2 e C6 oferecem esse tipo de serviço e na maioria deles é feito sem cobrança de tarifa. Depois de pago, o boleto é compensado em até 2 dias o dinheiro estará na sua conta. Aí, você poderá sacá-lo nos caixas 24h (dependendo do banco há tarifas) ou ainda transferí-lo para uma conta em algum outro banco físico e sacar os valores.

- Veja como antecipar o saque do Auxílio Emergencial gerando boleto bancário

Outra forma de antecipar o acesso ao valor é por meio de transferência para contas do PicPay, Mercado Pago ou PagBank. Basta criar um Cartão de Débito Virtual da sua poupança digital (onde você recebeu o auxílio emergencial) e ter uma conta em alguma fintech de carteira digital (PicPay, Mercado Pago ou PagBank).

- Confira o passo a passo para transferir o Auxílio para o Mercado Pago ou PicPay

Calendário da 4ª parcela para o Bolsa Família

A quarta parcela do Auxílio Emergencial será paga aos beneficiários do Bolsa Família conforme o calendário do programa para o mês de julho. Lembrando que para este grupo o saque e transferência já fica disponível na data em que o valor é depositado em conta.

Os primeiros a receberem a 4ª parcela serão os beneficiários com NIS final 1, no dia 19 de julho. Os pagamentos devem seguir até o dia 30/07, quando recebe o último grupo. Veja as datas completas:

Dígito final do NISData de pagamento
119 de julho
220 de julho
321 de julho
422 de julho
523 de julho
626 de julho
727 de julho
828 de julho
929 de julho
030 de julho


As novas parcelas do Auxílio 2021 podem ser movimentadas pelo aplicativo CAIXA Tem ou sacadas por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão em lotéricas, correspondentes CAIXA Aqui ou caixas eletrônicos da CAIXA. Se sua família recebe o benefício por depósito em conta bancária, inclusive pela poupança social digital, o auxílio emergencial 2021 será depositado na mesma conta.

As famílias beneficiárias ficarão sabendo do recebimento do Auxílio Emergencial 2021 por meio de uma mensagem específica no extrato de pagamento do Programa. Para as famílias inscritas no programa, o pagamento será realizado em nome do responsável familiar que esteja na base de dados do Cadastro Único em 13 de março de 2021, ainda que o auxílio seja concedido a outro integrante da sua família.


Postar um comentário

0 Comentários