Header Ads Widget


 

Garoto que pintava quadro para pagar tratamento médico morre de Covid

 O menino de 13 anos, diagnosticado com rins policísticos e fibrose hepática desde os oito meses de vida, fazia quadros para ajudar a família.
jovem artista Daniel Neves, de 13 anos, faleceu em decorrência da Covid-19, na tarde da última terça-feira 18. O garoto, natural de Guanambi, no sudoeste da Bahia, era conhecido por pintar quadros para custear um tratamento de saúde. Ele foi diagnosticado com rins policísticos e fibrose hepática quando tinha oito meses de vida. Nas redes sociais, a família comunicou sobre a morte e disse que Daniel não resistiu após passar 13 dias internado por causa da Covid. “Daniel foi um anjo, um espírito de luz enviado por Deus!”, diz a postagem. “Que Deus te receba com muitas tintas, lápis, pastéis, canetinhas, anjos e cores, grande artista!”. Famosos, como a atriz Yanna Lavigne, Mariana Rios e o lutador Júnior Cigano, comentaram na publicação do perfil de Daniel. História Depois de anos de luta contra as doenças, em 2015, os rins do garoto pararam de funcionar e ele teve que fazer hemodiálise. A ideia de pintar começou daí, quando uma prima comprou telas para ajudá-lo passar o tempo. Dois anos depois, o pequeno artista chegou a realizar uma exposição, em Salvador, com quadros que pintava. O objetivo sempre foi de juntar dinheiro para o tratamento. Além da venda das obras, uma campanha de arrecadação online foi feita e um livro, que contava a história de Daniel, estava em pré-venda.

Postar um comentário

0 Comentários