Decreto válido em Caicó é o do Governo do Estado com "Toque de Recolher" às 20h


O prefeito Dr. Tadeu diz que hoje deve sair decisão ‘mais robusta’

Reunião ocorrida na manhã desta segunda-feira, 08, entre o prefeito de Caicó, Dr. Tadeu, o comandante do 6 BPM, Tenente-coronel, Walmary Costa, e proprietários de bares e restaurantes de Caicó tratou sobre alterações no decreto municipal e ficou decidido por parte da prefeitura a extensão da abertura dos estabelecimentos até às 22h.

O decreto chegou a ser publicado pelo Município, e postado aqui no BLOG GLÁUCIA LIMA, mas ainda ontem a tarde, o comando do 6 BPM recebeu DETERMINAÇÃO DA CÚPULA DA SEGURANÇA PÚBLICA DO RN ordenando que as forças deSegurança deveriam cumprir o decreto estadual, ou seja, a partir as 20h, dá início ao #toquederecolher em Caicó.

“A Polícia Militar não faz decreto, apenas cumpre ordem. Não só a PM, mas todos os órgãos que fazem parte da Segurança Pública”, disse Walmary.

A partir das 20h até às 06 da manhã, os comércios devem estar fechados, apenas com entrega pelo sistema delivery.

Quem se sentir prejudicado pelo decreto tem todo direito de acionar a Justiça. E a Justiça está aí para decidir o que deve ser acatado. “A PM, diante de qualquer posicionamento, vai seguir o que foi acatado”, acrescentou.

“Fizemos um ajuste no decreto e reiteramos a necessidade do #ToquedeRecolher, mas ao mesmo tempo, a gente permitiu que comerciantes que trabalham a noite possam continuar trabalhando. Nesta terça, deverá sair uma decisão mais robusta por parte do Tribunal de Justiça. Vamos aguardar a decisão para exigir o cumprimento do decreto. A Polícia tem que seguir porque a Jurisprudência está no decreto no Estado, não do Município, mas a gente entende que os comerciantes precisam trabalhar, claro, respeitando as determinações sanitárias“, justificou ao blog o prefeito Dr. Tadeu.

ACOMPANHE ENTREVISTAS E DESDOBRAMENTOS DESSE ASSUNTO NO PROGRAMA 90 MINUTOS COM GLÁUCIA LIMA DESTA TERÇA-FEIRA, NA RÁDIO SERIDÓ FM, ÀS 11H.

www.glaucialima.com

Postar um comentário

0 Comentários