Header Ads Widget


 

Bispo de Caicó aproveita missa na Paróquia de Sant’Ana para falar mal da Reforma da Previdência e de Bolsonaro



É por conta de padres como o bispo diocesano de CaicóAntônio Carlos Cruz Santos, que a igreja católica continua perdendo adeptos. O sacerdote, que deveria pregar suas ideias ‘esquerdistas’ em Cuba ou na  Venezuela, usou e abusou de seu discurso ideológico para ‘fazer a cabeça’ dos fieis potiguares que participam da missa dominical na Matriz de Sant’Ana, no município seridoense.

Ao invés da esperada homilia, Dom Antônio Carlos deitou e rolou na cerimônia eucarística: esqueceu de Deus, dos seus ensinamentos, e passou a hostilizar o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, criticando a Reforma da Previdência e, pasmem, fazendo apologia política, obviamente favorável ao Partido dos Trabalhadores (PT) coisa que não é de hoje, pois na campanha de 2018 ele só faltou usar a batina vermelha.

O oportunismo de Dom Antônio Carlosdeixou os fieis perplexos e revoltados, que, a cada ano, vêm desistindo de participar do Novenário dos festejos de Sant’Ana – padroeira de Caicó.

Durante a missa, o bispo sequer mencionou os tradicionais valores da família. Sua única preocupação foi propagar a corrente comunista, numa espécie de militância camuflada.

Curiosamente, a ‘pregação vermelha’ do bispo Antônio Carlos é ascendente e do conhecimento do Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, que nada faz para coibir tal “atividade político-partidária” na igreja de Caicó.

Para quem não se lembra, o bispo de Caicó ficou conhecido nacionalmente, em julho de 2017, após a polêmica declaração de que “o homossexualismo é um dom de Deus”. 

É cada espécie de padre que existe hoje em dia…Só Deus na causa!
Fonte Política do Seridó

Postar um comentário

0 Comentários