Header Ads Widget


 

Cadelinha que comoveu o país após tentativa de expulsão de igreja é retirada da cidade

A história de Alaíde foi marcada por muitos fatos tristes, inclusive teve parte do corpo queimado com água quente.

A cadelinha Alaíde, da cidade de Monte Horebe, que comoveu o país inteiro após a tentativa de expulsão da igreja (Paróquia São Francisco de Assis), um dos seus espaços preferidos foi retirada do município nessa quinta-feira (2). Aláide havia sofrido um atentado ano passado quando jogaram água quente em parte do seu corpo e após matéria publicada pelo Diário do Sertão ganhou simpatizantes do Brasil inteiro, inclusive do Padre Fábio de Melo que chegou a compartilhar a postagem do noticioso do Sertão paraibano.
Uma equipe da cidade de João Pessoa e de Campina Grande vieram especialmente a Monte Horebe para fazer o resgate de Alaíde, que após passar uma cirurgia na capital (para não ter filhotes), será adotada a uma campinense, que já é dona de outros seis cães. O momento de despedida de Alaíde foi marcado por muita emoção e lágrimas, pois a jovem Jéssica Dias estava acostumada a cuidar da cadelinha, mas disse não ter disponibilidade para adotá-la.

Postar um comentário

1 Comentários

Unknown disse…
Gente, leiam no link abaixo, a "CARTA ABERTA DE ALAÍDE" , a cadelinha desprezada pelo pároco e cidadãos de Monte Horebe-PA.Foi levada da cidade,visto estar correndo risco de morte: https://www.facebook.com/distintivoprotecaoanimal/