“Não vejo possibilidade de rompimento das comportas do Açude Itans”, diz diretor do DNOCS de Caicó

 
Não procede a informação de que uma das três comportas do Açude Itans de Caicó, reservatório com capacidade para 81 milhões, 750 mil metros cúbicos d’água, esteja comprometida, provocando risco para a população do município seridoense, caso o nível do açude venha a aumentar com as próximas chuvas. 
 
A informação foi dada pelo diretor do escritório local do DNOCS, Eduardo Farias. “Existe uma comporta que há muito tempo não funciona, mas ela está totalmente aterrada, pelo lado do Açude. A Caern fez uma limpeza, já que por dentro ela pode ter algum tipo de corrosão, mas em épocas passadas o Açude encheu, a comporta já estava aterrada e nunca vazou água para o lado de fora da parede. A possibilidade dela romper é mínima, já que o açude esteve com nível muito alto e não houve rompimento”, explicou.

As outras duas comportas são usadas, uma pela CAERN e a outra para o Perímetro Irrigado e de Piscicultura, mas foram fechadas há uns 15 dias. Eduardo justifica que as duas estavam abertas, para dar condições de trabalho aos operários da Caern, que trabalham na substituição de uma tubulação, dentro da galeria do açude. 

“Quando começou a chuva, fechamos todas as comportas”. Apesar de reconhecer a necessidade de se realizar manutenções nas comportas, e de acordo com Eduardo Farias, já existe projeto aprovado no DNOCS para esse trabalho, ele não acredita que as comportas ofereçam qualquer risco para a segurança do Itans. “O Açude já esteve cheio num passado recente, e nunca tivemos problemas desta natureza. Eu não vejo possibilidade de rompimento dessas comportas”.

Comentários

Postagens mais visitadas